MCCE denuncia gastos sem licitação na ALE

09 / 02 / 11

NULL

Antonio Fernando da Silva, coordenador geral do Movimento Nacional de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), deu entrada hoje (9) com requerimento no Ministério Público Estadual cobrando providencias civis e penais por ato de improbidade administrativa conta a Assembleia Legislativa de Alagoas.

A ação foi motivada após a publicação de matéria na coluna do jornalista Odilon Rios, no site Alagoas24horas. Segundo a matéria, os gastos sem licitação em viagens de deputados estaduais e funcionários, bem como de materiais de escritório para a Casa de Tavares Bastos somam cerca de R$ 1,6 milhão em 2010.

“A sociedade civil organizada deste estado espera que todas as providências sejam tomadas, para que se acabe a premissa de que só vai para a cadeira preto, pobre e prostituta neste país e em nosso estado tão pobre e surrupiado pela classe política local, que tem a certeza da impunidade”, diz requerimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *