SEE vai ofertar cursos para alunos da rede estadual

05 / 10 / 11

Expectativa é que comecem a ser oferecidos já este ano; áreas incluem indústria, comércio, serviços e artes

A possibilidade de ser inserido no mercado de trabalho começa a se materializar para cinco mil jovens alagoanos. A Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (SEE), por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – Pronatec –, vai oferecer estas vagas em cursos nas áreas de indústria, comércio, serviços e artes. A oferta é destinada àqueles que estão matriculados na rede pública estadual de ensino e na Educação de Jovens e Adultos (EJA).

De acordo com Valéria Barros, superintendente de Políticas Educacionais da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Suped/SEE), os participantes estarão inseridos em formações iniciais ou continuadas e terão maior possibilidade de qualificação para ingressar no mercado de trabalho. “Os cursos são adaptados à realidade econômica do Estado”, pondera.

Ela acrescenta que a oferta destas qualificações se dará por meio de parceria com o Instituto Federal de Alagoas (Ifal), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e a Escola Técnica de Artes (ETA), vinculada à Universidade Federal de Alagoas (Ufal). “Pela primeira vez, Alagoas, por meio da SEE, cumpre na íntegra o seu papel educativo e social de oferecer aos seus alunos, além da formação básica, a profissional. São cursos que estão articulados pedagogicamente com o fazer educacional desta Secretaria”, esclarece.

Capital e interior- Valéria destaca também que os cursos serão ofertados em escolas do Estado localizadas nos municípios de Viçosa, Palmeira dos Índios, Santana do Ipanema, Maceió e Teotônio Vilela e que já trabalham com o Programa Brasil Profissionalizado. A divulgação dos cursos a serem ofertados e a mobilização da comunidade se dará por meio de visitas às escolas de Ensino Médio da rede estadual e em feira de cursos, no período de 17 a 21 do corrente mês, no ginásio do Cepa.

A superintendente relata que, na oportunidade, serão apresentados os cursos que serão ofertados, características, habilidades e competências a serem desenvolvidas dentro das especificidades da indústria, comércio, serviços e artes. “A definição dos critérios de seleção será pactuada com os entes participantes do programa. No caso dos cursos com demanda superior ao número de vagas ofertadas, serão realizados sorteios em local público para a divulgação dos selecionados”, conclui Valéria.

A meta da SEE é que, a partir de 2012, a oferta de vagas nestes cursos tenha aumento progressivo, permitindo o atendimento a todos os alunos do Ensino Médio que fizerem a opção de se qualificar para o mercado de trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *