Benedito terá mais três escolas da rede estadual até 2013

03 / 04 / 12

Duas novas unidades serão construídas e um prédio foi comprado para atender à demanda do complexo habitacional; 4 mil alunos serão contemplados

O complexo habitacional Benedito Bentes, o mais populoso de Maceió, terá três novas escolas até o ano de 2013. A informação foi repassada na manhã desta terça-feira (3) durante reunião de técnicos da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (SEE) e lideranças comunitárias da região.

A SEE já possui verba e projeto para a construção de duas novas escolas (cada uma com doze salas) no complexo habitacional. Além disso, a secretaria também adquiriu prédio com 20 salas e capacidade para 1.600 alunos que, inicialmente, funcionará como extensão da Escola Estadual Francisco Melo, no Benedito Bentes II. Futuramente, este prédio não será mais uma extensão e será convertido em uma nova unidade da rede estadual.

“Juntas, estas escolas deverão contemplar quatro mil alunos da região. No caso da escola que funcionará como extensão, serão atendidas turmas de 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental e a secretaria vai garantir o transporte escolar dos estudantes”, adianta Israel da Silva, coordenador da 14ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), que abrange as escolas estaduais localizadas na parte alta de Maceió.

.: Demanda

Durante reunião nesta terça, Eliane Silva, presidente da Associação de Moradores do Conjunto Paulo Bandeira e representante da Central de Movimentos Populares (CMP), solicitou que, das duas escolas que serão construídas no complexo, uma seja erguida no Conjunto Paulo Bandeira. Ela alega que a necessidade decorre não por causa da escassez de vagas no conjunto, mas também do fato de que a escola estadual mais próxima, a Rubens Canuto, esteja a uma distância de quase uma hora de ônibus.

“Temos uma carência muito grande tanto no Ensino Fundamental quanto no Médio e, se essa escola for construída no Paulo Bandeira, não atenderia apenas às famílias de lá, mas também aos moradores dos conjuntos Selma Bandeira, Luis Pedro III, Moacir Andrade, Freitas Neto e Cidade Sorriso”, argumenta.

Na ocasião, foi decidido que técnicos da Coordenadoria Especial de Infraestrutura da SEE farão uma visita técnica ao conjunto Paulo Bandeira para verificar a dominialidade do terreno existente para a construção da escola. Também será realizada uma reunião no próximo dia 10, na sede da 14ª CRE, no Farol, para levantar o número de alunos fora da sala de aula na região. “A partir da demanda apresentada, faremos um planejamento para adequar estes alunos nas escolas da rede estadual dentro do complexo Benedito Bentes”, informa Israel da Silva.

De acordo com Eliane Silva, 220 mil pessoas vivem hoje no complexo Benedito Bentes. Oito escolas da rede pública estadual estão espalhadas na região: Aquilina Bulhões Barros, Deputado Rubens Canuto, Dom Otávio Barbosa de Aguiar, Dr. Francisco Melo, Dr. José Maria de Melo, Eunice Lemos de Campos, Jornalista Lafaiete Belo e Pastor José Tavares de Souza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *