Ex-ministro Süssekind morre aos 95 anos

09 / 07 / 12

Ele foi ministro do Trabalho e Previdência Social e da agricultura durante a ditadura

Morreu na manhã desta segunda-feira (9), no Rio, o jurista e ministro do Trabalho Arnaldo Lopes Süssekind, ultimo remanescente da comissão que criou, em 1943, a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

Süssekind morreu no dia de seu aniversário de 95 anos em consequência de uma insuficiência respiratória, seguida de parada cardíaca.

De acordo com nota enviada pelo TRT do Rio (Tribunal Regional do Trabalho), Süssekind atuou até os últimos dias de vida como consultor jurídico da Vale e como conselheiro da Santa Casa da Misericórdia do Rio.

Tido como um dos maiores ícones do direito do trabalho no Brasil, Süssekind tinha apenas 24 anos quando atuou na formulação da CLT, criada pelo então presidente da República Getúlio Vargas. Ele lançou seu primeiro livro, o “Manual da Justiça do Trabalho”, em 1941, quando Vargas criou a Justiça do Trabalho no Brasil.

Süssekind foi ministro do Trabalho e Previdência Social no governo Castello Branco, de abril de 1964 a dezembro de 1965, época em que as duas áreas estavam unificadas numa só pasta.

Ele foi também ministro da Agricultura, em 1964, no governo de transição entre a renúncia de Jânio Quadros e a posse de João Goulart.

O jurista será velado no prédio do TRT do Rio, que, inclusive, leva seu nome. O corpo será cremado na terça-feira, no cemitério São Francisco Xavier, no Caju, zona norte do Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *