BPE intensifica abordagens a veículos ciclomotores

22 / 09 / 12

Muitas concessionárias têm informado aos consumidores, de forma equivocada, que não é necessário emplacar o veículo e nem possuir a Carteira Nacional de Habilitação (CNH)

O Batalhão de Polícia de Eventos (BPE) intensifica abordagens a veículos ciclomotores, com intuito de prevenir e identificar possíveis condutas delituosas na capital alagoana. As abordagens tem resgatado a sensação de segurança da população, reforçando a interação entre os policiais militares e a sociedade alagoana.

Os veículos ciclomotores por desenvolverem no máximo 50 km/h e serem menores e menos potentes, muitos supõem que as motos de 50 cilindradas não requerem habilitação para serem guiadas. Muitas concessionárias têm informado aos consumidores, de forma equivocada, que não é necessário emplacar o veículo e nem possuir a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Esse engano, somado ao fato dos ciclomotores terem valor de mercado mais acessível, leva muitos cidadãos a adquirirem o bem sem ter ciência da obrigatoriedade inerente a esse tipo de transporte.

Segundo o comandante do BPE, tenente-coronel Elvandro, “foi constatado que cerca de 80% dos ciclomotores estão adulterados na sua potencialidade, ou seja, estão permutando velocímetros de 50cc para 120 e até 140cc, circulam sem capacete, sem CNH ou ACC; transportando até quatro pessoas podendo causar acidentes”, frisou o comandante.

Autorização para Condução de Ciclomotor (ACC)

Para conduzir uma moto de 50 cilindradas, o usuário deve procurar uma autoescola e realizar todos os procedimentos normais de habilitação: aulas e provas teóricas e práticas, avaliação médica e psicológica. A diferença para essa categoria é que o aluno fará aprova pratica para tirar a sua Autorização para Condução de Ciclomotor (ACC) com seu próprio veículo. Após ser aprovado nesses exames, o proprietário deve se dirigir a um posto do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) levando seu ciclomotor para realização do cadastro junto ao órgão. Detalhe: o porte da ACC permite que o condutor dirija apenas motos de até 50 cc, para motocicletas de maior potência é necessário a CNH na categoria A.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *