CEI da Violência entrega relatório ao governo federal

29 / 09 / 12

Minuta do relatório final foi entregue ao ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho

O presidente da Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Violência, vereador Ricardo Barbosa (PT), entregou ao ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, a minuta do relatório final da comissão. Na oportunidade, o ministro assumiu o compromisso de enviar para Maceió, na próxima sexta-feira, 5, a secretária Nacional da Juventude, Severine Carmen Macedo, para representar o governo federal e participar da entrega oficial do relatório. A solenidade de entrega está marcada para as 10h da sexta-feira da próxima semana, na Câmara Municipal de Maceió.

O trabalho realizado pela comissão recebeu elogios do ministro. “Já tinha tomado conhecimento da comissão e iniciativas desse tipo são sempre louváveis. Acho até que os vereadores podem criar uma comissão para acompanhar a aplicação dos programas de combate à violência aqui”, sugeriu Gilberto Carvalho, referindo-se aos programas Brasil Mais Seguro e Juventude Viva, em execução no Estado. “Porque não adianta trabalhar agora para reduzir os índices de homicídio, por exemplo, e não manter isso, permitindo que os números voltem a aumentar futuramente”, acrescentou Carvalho.

No encontro com o ministro, o presidente da CEI, vereador Ricardo Barbosa, salientou que desde o início dos trabalhos, em abril, deixou claro seu objetivo de levar o problema da capital ao governo federal. “Por isso, estivemos em Brasília, apresentamos a realidade da violência na capital antes mesmo do lançamento do programa Brasil Mais Seguro e agora, confirmamos nosso objetivo com a entrega da minuta do relatório final”, afirmou Barbosa, no momento da entrega do documento ao representante do governo federal.

Barbosa antecipou que o relatório final contém algumas sugestões de ações efetivas de combate à violência na capital, as quais serão reveladas na distribuição do relatório final, na próxima semana. Dentre elas, o vereador formaliza a emenda à Lei Orgânica do Município, a qual institui a aplicação de 2% do valor total do Orçamento do município para a execução de políticas públicas voltadas para o combate à violência. “Concluímos que o problema da violência não é apenas um assunto de polícia e esse diagnóstico será apresentado com detalhes na semana que vem, com a presença da secretária Severine Carmen Macedo”, explicou Ricardo Barbosa.

Durante seu trabalho, a CEI da Violência realizou quatro audiências públicas, nas quais foram ouvidos intelectuais ligados à área; policiais, peritos e delegados; o autor dos Mapas da Violência, Julio Jacobo; e os gestores, com a presença da secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki; realização de oficinas em duas escolas, sendo uma da rede pública e outra da iniciativa privada, além de audiências em Brasília, para debater o tema com o governo federal.

Os membros da comissão também visitaram o Laboratório de DNA Forense da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), sempre com o objetivo de envolver todos os segmentos aptos a contribuir no trabalho de combate aos altos índices de violência, que assustam a população local, inclusive com repercussão nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *