Operação prende doze pessoas no Sertão

04 / 02 / 13

Elas são acusadas de assaltos e tráfico de drogas em Mata Grande e Canapi

O delegado Rodrigo Cavalcante, titular da 1ª Delegacia Regional de Policia (1ªDRP), divulgou nesta segunda-feira (04), os detalhes da operação Sertão Mais Seguro. Ele explicou que foram presas 12 pessoas que são acusadas de assaltos e tráfico de drogas em Mata Grande e Canapi.

Trata-se de: Franquilandia Camilo de Oliveira, 29, Marcio Antonio da Silva, 28, Mario Cesar Camilo da Silva, 34, José Menezes da Silva, 58, conhecido como “Zé Vaqueiro”, Manoel Messias Rodrigues, 22, “Tumba”, Janildo Gomes da Silva, 27, “Janio”, Claudionor Alaves Freitas, 20, “Bira”, Robemário Francisco Sá de Santos, 20, “Robson”, Gilmario Rodrigues dos Santos, 35, “Frangão, Cleonildo Soares da Silva, 31, “Ninho”, Iran Francisco Sá de Santos, 24 e Telson Ferreira da Silva, 25, “Teo”.

Na ação foram apreendidos 75 kg de maconha, duas espingardas calibre 12, dois revolveres calibre 38, uma espingarda bacamarte, uma pistola 9 mm, 19 celulares, dois notebooks, dois aparelhos de som, 39 munições calibre 38, seis munições calibre 44, 55 munições calibre 12, três balas-clava, uma caixa de som, um pendrive, R$ 350,00, 11 bolsas de roupas, três relógios e oito grampos que são usados para assalto a bancos.

Participaram da operação cerca de 80 policiais da 1ª DRP, Tático Integrado de Grupo de Resgates Especiais (Tigre), Policia Militar, Batalhões 9º e 7º, Policia Rodoviária Federal e Força Nacional.

A ação foi coordenada pelo delegado regional, Rodrigo Cavalcante, delegado Robervaldo Davino, diretor de Polícia Judiciária da Área 1 (DPJA-1) e capitão Wiston Santana. Vinte viaturas foram utilizadas. Foram cumpridos 15 mandados de prisão, busca e apreensão expedidos pelo juiz Phillipe Melo.

O delegado regional explicou que os acusados frequentemente roubam na BR 316. Sete pessoas foram presas em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e tráfico de entorpecentes. “Os detidos foram encaminhados para 1ª DRP, onde estamos realizando os inquéritos”, disse.

Ele solicita que quem tiver informações sobre os acusados pode passar para o telefone 181, do Disque Denúncia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *