Acidente nuclear em Chernobyl faz 27 anos

26 / 04 / 13

Quase três décadas depois da pior tragédia nuclear da história, com mais de 15 mil mortes, níveis de radiação baixaram e área foi aberta apenas para visitação

O sol ainda não tinha despontado nesta sexta-feira e já dezenas de pessoas deixavam flores e acendiam velas junto ao monumento para as vítimas da pior catástrofe do nuclear civil, escreve a agência de notícias AFP. Quase três décadas depois da tragédia, os níveis de radiação baixaram e o governo da Ucrânia abriu a área para a visitação, mas o local continua isolado.

Foi no dia 26 de Abril de 1986 que a antiga União Soviética acordou para o pior desastre nuclear civil que atingiu sobretudo três das suas 15 antigas repúblicas: Rússia, Bielorússia e Ucrânia.

O acidente em Chernobyl aconteceu há exactamente 27 anos, quando o reactor 4 da central nuclear explodiu, pegou fogo e uma nuvem radioactiva se espalhou, atingindo várias partes da então União Soviética – Rússia, Ucrânia e Bielorússia – e chegando a países da Europa como a Noruega ou partes do Reino Unido.

Todos os anos, desde esse dia, as vítimas são lembradas na Rússia, Ucrânia e Bielorússia. Parte da homenagem foi nesse monumento erguido em Slavoutitch, cidade ucraniana erguida a cerca de 50 quilómetros da central para onde foram deslocadas pessoas que trabalhavam na central e as suas famílias. Especialmente lembrados foram os bombeiros e trabalhadores da central que morreram em Chernobyl.

Em Kiev, a cerca de cem quilómetros da central de Chernobyl, familiares e amigos das vítimas e responsáveis governamentais da Ucrânia participaram numa cerimónia frente ao memorial de Chernobyl, mostrando fotografias das vítimas. O Presidente Viktor Ianoukovitch, através dum comunicado, fez chegar uma mensagem: “As recordações da tragédia apelam à unidade e à consolidação dos esforços do Governo e da sociedade” para realizar “projectos destinados a criar um ambiente seguro em Chernobyl”.

No ano passado, a Ucrânia iniciou obras para reduzir ao mínimo a ameaça de radioactividade da central encerrada definitivamente em 2000. Estas estão previstas para estarem concluídas em 2015.

PIOR ACIDENTE NUCLEAR

O acidente de Chernobyl é considerado o pior acidente nuclear da história. A nuvem de radioatividade produzida contaminou vastas áreas da Ucrânia, Belarus e Rússia e atingiu outros países da Europa, a Escandinávia e o Reino Unido.

Uma falha no resfriamento causou a explosão do reator da usina no dia 26 de abril de 1986. As autoridades levaram 30 horas para orientar a população a sair. O então governo soviético admitiu 15 mil mortes, mas, pelas contas de organizações não governamentais, pelo menos 80 mil pessoas morreram no acidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *