Há 32 anos, Brasil perdia Mané Garrincha

21 / 01 / 15

Jogador foi campeão do mundo em 1958 e 1962, com a Seleção Brasileira

Nesta terça-feira (20), o mundo do futebol presta homenagem a um dos maiores jogadores da história: Manuel Ferreira dos Santos, o Garrincha, ídolo do Botafogo e da Seleção Brasileira, que encantou o mundo com seus dribles e partiu há exatos 32 anos.

Garrincha nasceu no interior de Minas Gerais e ganhou o apelido da irmã, em referência a um pássaro muito comum na região.

De acordo com estudiosos, o jogador tinha as pernas tortas, por causa de uma poliomielite, mas isso não foi problema para o atleta, cujos dribles curtos e secos causavam grande dor de cabeça e fazia a alegria do povo.

O jogador foi campeão do mundo em 1958 e 1962, com a Seleção Brasileira, e jogou a Copa de 1966, na Inglaterra. Além do Botafogo, Garrincha também jogou em clubes como Corinthians, Flamengo e Portuguesa Santista.

Fora de campo, Garrincha aprontava das suas e tinha uma vida agitada, cercada de mulheres e principalmente, a bebidas alcoólicas – o que acabou levando o jogador a uma cirrose hepática, causando a sua morte no dia 20 de janeiro de 1983, no Rio de Janeiro, aos 49 anos de idade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *