ASA goleia América-RN e entra no G-4 da Série C

31 / 05 / 15

Alvinegro ainda conta com golaço de Marcos Antônio no segundo tempo e conquista a primeira vitória na Série C do Campeonato Brasileiro. Mecão perde invencibilidade

Demorou, mas veio. Jogando em casa, no Estádio Coaraçy da Mata Fonseca, o ASA se impôs diante do América-RN e conquistou a primeira vitória na Série C do Campeonato Brasileiro. Com dois gols de Uéderson ainda no primeiro tempo e outro de Marcos Antônio na etapa final, o Alvinegro foi superior durante boa parte da partida e venceu com autoridade.

Com o resultado, o ASA chega aos cinco pontos e ocupa a terceira posição do Grupo A. Na próxima rodada, a equipe comandada por Vica terá um grande desafio pela frente, ao enfrentar a equipe do Fortaleza, no Castelão. Já o América-RN conhece pela primeira vez o gosto da derrota na Série C. Agora na quinta colocação, o Mecão volta a jogar em casa na próxima rodada, quando enfrenta o Salgueiro, na Arena das Dunas. Os dois jogos serão no dia 7 de junho.

O jogo

O árbitro Rogério Lima da Rocha mal apitou o início do jogo e a torcida do ASA já pôde comemorar o primeiro gol. Após cruzamento de Chiquinho da direita, a zaga americana não se entendeu e Uéderson chutou cruzado para abrir o placar. Foi um balde de água fria para o América-RN. Ao longo da primeira etapa, as duas equipes alternaram bons e maus momentos, mas os donos da casa foram mais eficientes. Aos 39 minutos, Uéderson fez boa jogada individual, driblou Judson e bateu forte de canhota para ampliar.

Na segunda etapa, com a entrada dos atacantes Gilmar e Adriano Pardal, o Alvirrubro de Natal voltou disposto a buscar pelo menos o empate. Mas, apesar da boa atuação nos primeiros dez minutos, foi o ASA quem comemorou. Após rebote da defesa, a bola sobrou para Marcos Antônio, que mandou a bomba de primeira, sem chances para o goleiro Busatto. A bola ainda bateu na trave antes de entrar. Com a vitória assegurada, o time alagoano se fechou e só administrou o resultado. O América-RN ainda tentou diminuir com Pardal, sem sucesso, e viu um gol de Max ser anulado no final da partida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *