TC e CGU investigam desvios do auxílio emergencial

14 / 07 / 20

Vinte mil servidores públicos e comissionados em Alagoas receberam auxílio emergencial de forma indevida, segundo a CGU

14/07/2020 ás 12:22:43

O superintendente da Controladoria Geral da União em Alagoas, Moacir Rodrigues de Oliveira, afirmou em entrevista ao programa TC News, da TV Cidadã, que até esta terça-feira, 14, 20 mil servidores públicos – municipais e estaduais – e comissionados em Alagoas receberam indevidamente o auxílio emergencial pago pelo Governo Federal, durante este período de pandemia. Foram mais de 13 milhões de reais pagos irregularmente. Todos devem devolver o dinheiro aos cofres públicos.

Moacir disse ainda que até agora 70 municípios alagoanos disponibilizaram os dados para o cruzamento da CGU, em parceria com órgãos de controle, como o Tribunal de Contas do Estado de Alagoas e o Ministério Público de Contas de Alagoas. O superintendente afirmou também que este trabalho continua, para identificar pessoas que não se enquadram nos critérios pré-estabelecidos, mas estejam recebendo ou receberam o benefício.

O presidente do TCE-AL já determinou à diretoria de RH notificar os 10 servidores identificados para se justificarem com urgência, sob pena de demissão após processo administrativo.

Mais informações sobre essa situação, você acompanha na entrevista completa no TC News, apresentado pelo jornalista Valtenor Leôncio, na TV Cidadã (canal 35.2), no Facebook ou no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=3yntjHGB5hc

Veja a relação, atualizada, até hoje (14), dos municípios que já disponibilizaram os dados para o cruzamento da CGU:

https://www.tceal.tc.br/view/documentos/doc140720201620250000005f0ddb49b5539.pdf

https://www.tceal.tc.br/view/documentos/doc140720201524450000005f0dce3d51bac.pdf

LEIA MAIS

30/06/2020 ás 17:38:08

Com objetivo de combater erros e irregularidades, a Controladoria-Geral da União e os Tribunais de Contas do Brasil estão trabalhando juntos para verificação, a partir do cruzamento de dados, de possíveis irregularidades relacionadas à concessão do auxílio emergencial aos agentes públicos estaduais, municipais e do Distrito Federal.

Os cruzamentos efetuados, relacionados ao mês de maio, apontam para a existência de pagamentos a 318.369 pagamentos a agentes públicos incluídos como beneficiários do Auxílio. O montante de recursos envolvidos para os pagamentos realizados a servidores públicos nesse mês é de R$ 223.957.800,00.

Em Alagoas, foram realizados 1.793 pagamentos para agentes públicos estaduais, e 640 para agentes públicos municipais. As informações referem-se aos municípios de Maceió e de Palmeira dos índios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *