PDT indica Ronaldo Lessa como vice de Dantas

28 / 07 / 22

Partido divulgou nota dizendo que aceitou o convite do MDB de Alagoas para fazer parte da chapa do governador à reeleição

Autor: Ricardo Rodrigues

Agora é oficial. O vice-prefeito de Maceió, Ronaldo Lessa (PDT), será o candidato a vice da chapa do governador Paulo Dantas (MDB) ao Governo do Estado, nas eleições deste ano. O nome de Lessa foi liberado nessa quarta-feira (27/7), pelo Diretório Estadual do PDT de Alagoas.

Em nota à imprensa, o presidente em exercício do PDT alagoano, Jurandir Boia, disse que após uma discussão interna sobre o assunto, o partido tinha aceito o convite do MDB de compor a chapa de Dantas, indicando Lessa como vice.

No entanto, a direção do PDT de Alagoas deixou claro que, apesar dessa decisão, o partido continuará apoiando a candidatura do ex-ministro Ciro Gomes à Presidência.

Ou seja, pelo menos até o primeiro turno do pleito presidencial, Lessa e Dantas estarão em palanque diferentes. Enquanto Dantas apoia a candidatura de Lula à Presidência, Lessa apoia Ciro.

Para os integrantes da corrente PDT Raiz, o partido deveria convencer Ciro a renunciar à candidatura e apoiar Lula já no primeiro turno. Mas, o presidente nacional do PDT Carlos Lupi, tem resistido a esse acordo com o PT e dito que no segundo turno a coisa muda de figura.

Com a confirmação de Lessa, a chapa majoritária do MDB fica fechada e deve ser homologada na convenção do partido, marcada para o dia 5 de agosto. Além de Dantas candidato à reeleição, tendo Lessa como vice, já está definido também a candidatura do ex-governador Renan Filho ao Senado.

De acordo com informações de bastidores, Lessa teria sido convidado pelo senador Renan Calheiros para ser vice de Dantas, numa conversa demorada, que teve a participação também do presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Marcelo Victor (MDB).

O ex-governador, segundo integrantes do PDT Raiz, estaria desanimado com suas atribuições de vice-prefeito de Maceió. “Na Prefeitura de Maceió, nem café frio é servido a Lessa”, comentou o militante pedetista.

Segundo ele, outro fator importante na decisão do PDT é a aproximação cada vez maior dos candidatos de oposição ao governo de Alagoas – Fernando Collor (PTB) e Rodrigo Cunha (UB) – do presidente Jair Bolsonaro, que disputa a reeleição pelo PL.

Como Lessa sempre esteve no campo das esquerdas em Alagoas, a militância do partido não gostaria de vê-lo apoiando uma candidatura aliada ao presidente Bolsonaro ou que estivesse a serviço do presidente da Câmara, deputado federal Arthur Lira (PP/AL), que é líder do ‘Centrão’ – principal bloco de partidos da base aliada do governo federal.

Além disso, Lessa foi aliado do ex-governador Renan Filho nas duas últimas campanhas pelo Governo do Estado. Essa afinidade teria motivado o convite do MDB para o PDT indicar o vice de Dantas. O nome escolhido não poderia ser outro.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *