Herbert Lisboa Torres

O Talento Cinematográfico dos Alagoanos

Texto Opinativo-Analítico

Tendo, já realizado 6 (seis) filmes, como produção independente, em nosso estado, com verba precaríssima, mas, felizmente, os resultados bem aceitos e estimulados por povos de outros entes da federação, e na realização de cursos e aulas de formação de ator nesta área, tenho encontrado um surpreendente talento em nosso povo.
Já dirigi de simples dona de casebre que nem luz tinha, no meio do mato, num lugarejo “Malhadas”, no município e longe da cidade de Marechal Deodoro, e que nunca sequer tinha assistido a um filme, até mesmo atores profissionais daqui, e sempre encontrei gente de altíssima qualidade e que estão nos nossos filmes.
Os que tinham pouca experiência ou nenhuma na área cênica, demonstravam que só falta oportunidade e treinamento para desenvolvem suas habilidades nesta área. O pouco que pude fazer por eles, deu credencial para entender isso: são jóias que precisam ser lapidadas, que temos um alto celeiro cênico em nosso estado.
Um exemplo real disso, não na minha experiência, mas a de meu tio Luiz B Torres que fazia cinema e teatro na linda e cultural cidade de Palmeira dos Índios já na década de 60, fez aparecer o maior dos nossos nomes: Joffre Soares. Ele acabou sendo descoberto como ator pela produção nacional do filme “Vidas Secas”, e, após isso, participou de 100 filmes nacionais, além de muitas novelas na Globo, Record, SBT, Band, dentre outras. Joffre, para nós, é o maior símbolo, e, ainda, iniciando esta carreira, em 1963, mesmo já aposentado, é demais ainda.
Pensando em que o cinema é uma das obras de arte em que podemos mostrar uma realidade ou uma história, mas que se tenha um sentido produtivo para a humanidade, decidi seguir esta carreira que, para mim, começou até mesmo quando eu era pequenino, na década de 60 em Palmeira dos Índios, aonde eu brincava no quintal da casa de meus pais, transformando cada tipo de folha de árvores num tipo de povo, e, daí, eu gerava muitas histórias, ficando brincando muito tempo nisso.
Nesta linha, além de nossas produções locais, fiquei feliz em ter produzido, em conjunto com o grande artista alagoano, Augusto Simas, e outra amiga nossa do sudeste, um roteiro sobre os celtas e druidas que deverá ser gravado no ano que vem, onde, também, deverei dirigir, dando condições de levarmos cerca de uns 12 atores alagoanos que participaram de nossas produções, para que eles também atuem nesta grande oportunidade.
Precisamos, sim, ser um povo que acredite que existem outras formas de valorizar a vida, – o cinema é uma delas -, e, assim, estimular seus filhos, pais, irmãos, parentes, amigos e as pessoas no geral. Isso pode fazer diferença para as próximas gerações, pois, pelo menos de nossa parte, o plantio doloroso e inicial de nosso cinema do Zendo, está sendo realizado, felizmente, em total ampliação dos resultados.
Por isso, também usamos o cinema não somente como uma sétima arte, mas como uma das primeiras formas de ajudar a humanidade a descobrir um caminho de respeito, de amor e de consideração para seu povo e as próximas gerações. Nisso, oferecemos esta idéia para o povo alagoano como uma ferramenta produtiva de vida, pois talento pode ter certeza absoluta que temos.

***************************************************************

Notas

• Onde o aluno vira ator de cinema em Maceió: Este é o slogan do II Curso de Cinema Zendo-Mega Model Agency-AL, em Maceió que durará entre 4 a 6 meses, e, onde o aluno durante o mesmo começa a participar como ator/atriz da produção do 7º. Filme da Central Zendo dde Cinema “O Mistério do Homem de Barro”. O curso é profissionalizante, para pessoas acima de 13 anos até a 3ª. Idade, tem carga horária e certificado oficial, supervisão do Sindicato dos Artistas-AL, e a “formatura” é o evento de lançamento deste filme e a entrega dos certificados. As Vagas são limitadas. IMPERDÍVEL!! Acesse o formulário virtual e faça suas inscrições (Clique: https://spreadsheets.google.com/viewform?formkey=dGJOZzcxQTRlX2p5eElNYnFpcDVkeXc6MQ
• Festa das Meninas Fantásticas: Neste domingo, dia 26 de setembro, as 19h00, no Siri Maluco Stella Maris, o diretor da Mega Model Agency-AL estará promovendo o encontro dos modelos com a participação das Meninas Fantásticas classificadas, o DJ Caroço, e as top models de Alagoas numa balada que interagirá todos do mercado da moda e interessados. Não deixem de ir e curtir esta noite de domingo com lindas pessoas do mundo fashion.
• O símbolo do Teatro Deodoro: com a reabertura deste teatro recentemente, os artistas alagoanos retornam a uma opção antiga sobre ele, mas que é preciso agora o apoio a maioria dos produtores culturais alagoanos.
• As Meninas Fantásticas de Alagoas na Rede Globo: As duas meninas fantásticas de Alagoas classificadas em Recife (Meilyn Cheng – à esquerda) e em Salvador (Isabela Montenegro – à direita), ambas, aqui, nas fotos, juntas com o grande Ari Barroso, pela caravana organizada pela Mega Model Alagoas já mudaram radicalmente as suas rotinas, um salto de vida para a carreira de modelos destas duas jovens que acreditaram e foram em busca dos sonhos. Agora em treinamento constante em busca de seus últimos ajustes de medidas na academia Formafit, parceira da Mega Model, para chegar às semifinais em plena forma que acontecerão nos dias 02 de outubro (Rio) e 09 de Outubro (SP) e, assim, disputar contra outras 48 candidatas classificadas as 12 vagas que serão preenchidas na Casa das Fantásticas, onde ficarão confinadas durante 35 dias com eliminação de 02 candidatas por fim de semana após diversos testes. PARABÉNS ÀS BELÍSSIMAS MENINAS E AO GRANDE TRABALHO DO ARÍ BARROSO.
• O filme O Bem Amado não tão bem amado assim: apesar da grande expectativa com este filme para os alagoanos, quase que por unanimidade, em termos gerais, não houve empolgação com seu resultado final nas muitas pessoas que questionei. Comentam-se como pontos melhoráveis, mas im: várias alterações na história original; a interpretação de parte do elenco poderia ser melhor; a sonoplastia – geralmente com o uso de dublagens – não teve êxito tão produtivo; o filme, apesar da característica de cômico – no geral – não houve tanta graça. Porém, a iniciativa e intenção foram ótimas e Alagoas agradece ser um dos locais cênicos, e o Guel Arraes já mostrou que é bom em outras excelentes produções como “O Auto da Compadecida”, que, para mim, é um dos melhores do cinema brasileira nesta linha.
• Cota alagoana 30% nos filmes nacionais: motivado pelo fato de todas as produções nacionais, que vêm para fazer cenas em Alagoas, já vem com todo o elenco montado do sudeste do país, e que, no resultado final, pouco se mostra de nosso estado e do apoio que aqui é oferecido, sugeri ao nosso Sated-AL que 30% do elenco principal tenha que ser feito com seleção – para todos – entre os atores registrados locais, inserção nos créditos do filme.
• Oportunidade de primeira na moda – Agência internacional de moda vai realizar evento em Maceió: a agência Joy Model, de nível internacional, irá fazer o concurso “Joy Star Model”, com uma seleção de modelos do Brasil, e, em Alagoas, o produtor Ari Barroso foi o escolhido para coordenar este trabalho na escolha de diversos perfil. Informações: 82-3313-9401.
• Nota de Falecimento na Cultura Alagoana: Em torno do meio dia de sexta-feira passada, dia 24/09/10, faleceu o Ex-presidente do Sindicato dos Artistas Ademilsom Thomas de Souza (Missinho), que marcou uma época na entidade e na nossa categoria. Vá em paz, amigo, e que Deus acolha-o. A categoria cultural de nosso estado está de luto.
***************************************************************

Curiosidades

• Como nasceu Hollywood, a meca do cinema? foi fundada em 1877 e teve seu nome tirado da fazenda da família Wilcox, que habitava a região. Foi transformada em cidade em 1903 e em 1910, com 4.000 habitantes, era anexada a Los Angeles.
• Como surgiu a expressão "sétima arte"? A partir de então utilizada para designar o cinema, foi criada em 1912 pelo italiano Ricciotto Canuto.
• Quais foram os dois primeiros cinemas do mundo? Foram abertos nos Estados Unidos. Em outubro de 1895 era inaugurado o Atlanta, em Atlanta, na Geórgia. E em abril de 1902, Los Angeles inaugurou o Electric Theatre.
__________________________________________________________________________________________________________________________
Fontes: http://sites.google.com/site/bookherbertlisboatorres/: http://twitter.com/megamodelal; http://www.8p.com.br/megamodel/perfil?fotologId=576665; http://www.webcine.com.br/curiosid.htm; http://sites.google.com/site/cursozendodecinema/;

Este Blog é independente, todo conteúdo é de responsabilidade do seu idealizador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *