PF investiga corrupção na justiça de Alagoas com 15 mandados de busca e apreensões

04 / 11 / 21

Operação da PF surpreende a corte que ainda não se manifestou sobre as acusações

 

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou à A Polícia Federal investigar crimes de corrupção praticados por membros do Poder Judiciário do Estado de Alagoas.

Nesta quinta quinta-feira (4) a  PF deflargrou Operação Pecunia non Olet com 15 mandados de busca e apreensão dentro do Tribunal de Justiça.

A operação caiu como uma bomba dentro da corte alagoana e, segundo as informações, há envolvimento de um desembargador que não teve o nome divulgado.

Segundo a PF, a investigação aponta que agentes públicos e advogados intermediaram o retardamento de julgamento e proferimento de decisões favoráveis no interesse de uma empresa do ramo da educação com a contrapartida de pagamentos de gastos do magistrado.

O Tribunal de Justiça ainda não se manifestou sobre a acusação de corrupção que paira dentro da corte, envolvendo integrantes da magistratura alagoanA.

FONTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *